Adiada a entrega do Berlin à Scandlines

ScandlinesA saída do ferry Berlin do estaleiro dinamarquês Fayard foi adiada, não sendo ainda conhecida uma nova data para o lançamento do navio, que vai operar o serviço da Scandlines entre Rostock (Alemanha) e Gedser (Dinamarca).

De acordo com a Scandlines, os trabalhos para a transformação do ferry prosseguem. “Os trabalhos na casa das máquinas já estão concluídos e todos os testes foram satisfatórios. O mesmo se aplica à ponte de comando. Também os dois convés de veículos estão prontos para ser utilizados”, refere uma nota da Scandlines.

A Scandlines encomendou à Fayard a reconversão do Berlin e do Copenhagen, num investimento de 100 milhões de euros por navio. Os dois ferries terão capacidade para 460 automóveis ou 96 camiões, ou seja, o dobro do Kronprins Frederik e do Prince Joachim, navios que substituirão na rota Rostock-Gedser.

A renpovação do Berlin deveria ter ficado concluída no final de Outubro, com o início da operação a ocorrer no início de Novembro.

 

Inserir um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Translate »