DFDS aposta na intermodalidade em Sète

A DFDS decidiu concentrar em Sète os serviços ro-ro entre o Sul de França e Istambul, por causa das ligações ferroviárias ali existentes .

 

Na sequência da compra da UN RoRo, a DFDS prossegue a reestruturação da sua oferta no Mediterrâneo. Depois de Julho passado ter lançado uma ligação entre Itambul e Sète, em complemento à já existente entre Istambul e Toulon, a companhia decidiu agora fundi-las numa só e optou por Sète.

A rota Sète-Istambul, com três rotações semanais, tem a vantagem, de acordo com a DFDS, de a companhia ter um terminal ferroviário no porto francês.

“Contamos fortemente com a infra-estrutura ferroviária, que está a tornar-se cada vez mais estratégica. Nos últimos anos, investimos muito na construção do cais H, o que permite responder ao aumento do tamanho dos navios. Fazíamos duas ligações por semana com a Turquia de navios da DFDS e vamos passar para três, com embarcações de 440 unidades ro-ro. Uma vez descarregados, os semi-reboques são transportados por comboio para Bettembourg”, indica, em comunicado, Olivier Carmes, director-geral do porto de Sète.

O serviço ferroviário, iniciado pela VIIA há três anos, foi projectado para responder à solicitação do operador logístico Ekol. Agora, os horários da DFDS em Séte estarão alinhados com os dos comboios.

Intermodalidade “fala” mais alto

A justificação da companhia é que mais de 60% dos semi-reboques são já transportados por ferrovia.

“Decidimos agora concentrar todas as escalas no porto de Sète porque a necessidade de serviços intermodais está a aumentar, o que pode ser oferecido em Sète, mas não em Toulon. Actualmente, mais de 60% dos semi-reboques são transportados de e para mercados finais em vagões ferroviários e, com os motoristas de camião [turcos] a enfrentarem problemas de vistos, isso só poder aumentar no futuro”, indica Lars Hoffmann, responsável pela unidade de negócio do Mediterrâneo da DFDS.

“Sète também é estratégico para os nossos clientes, pois fica próximo da maioria dos nossos mercados – o mercado espanhol e os importantes mercados de frutas e legumes. Além disso, o porto de Sète oferece instalações para produtos refrigerados”, acrescenta.

 

 

Inserir um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Translate »