DFDS e Moby falham troca de navios

O negócio de troca de ferries entre a DFDS e a Moby foi cancelado. As companhias dinamarquesa e italiana haviam anunciado o acordo em Setembro último.

O negócio previa que a DFDS adquiriria dois navios, o Moby Wonder e o Moby Aki, para alinhar na rota Amesterdão-Newcastle. Em sentido contrário, a Moby compraria o King Seaways e o Princess Seaways, duas embarcações de passageiros que operam actualmente na mesma rota.

“Esperava-se que o acordo fosse concluído na segunda quinzena de Outubro de 2019, mas a Moby infelizmente não conseguiu cumprir as condições de entrega do contrato. O acordo foi, por isso, cancelado”, refere o comunicado emitido pela DFDS.

A companhia indica na mesma nota que continuará a explorar soluções para a renovação dos navios na rota Amesterdão-Newcastle.

Após o cancelamento do contrato, as perspectivas anuais da DFDS para itens especiais diminuíram para 30 milhões negativos de coroas dinamarquesas (-4 milhões de euros) em relação aos 70 milhões positivos (9,3 milhões de euros), uma vez que este último valor incluía um lucro contabilístico previsto a rondar 100 milhões de coroas dinamarquesas (13,4 milhões de euros) com a venda do par de embarcações.

As perspectivas de investimento para 2019 também foram reduzidas para cerca de 2,8 mil milhões de coroas dinamarquesas (374,8 milhões de euros) em relação aos 3,4 mil milhões (455 milhões de euros) anteriores.

 

Inserir um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Translate »