Portos reforçam recordes liderados por Sines

Sines

O movimento de mercadorias nos principais portos nacionais cresceu 13,2% até ao final de Maio. Sines contribuiu com um aumento de 32%.

A crescer para recordes estiveram também Leixões (2% até aos 7,6 milhões de toneladas), Aveiro (4,5% para cima dos dois milhões de toneladas) e Figueira da Foz (3,4% e 871 mil toneladas).

A impedirem um melhor score nacional, o porto de Lisboa continuou a perder 3% (com 4,8 milhões de toneladas), Setúbal cedeu 3,1% (3,3 milhões de toneladas) e Viana do Castelo caiu 25,8% (173 mil toneladas).

Os granéis líquidos deram o maior contributo para o crescimento da actividade, com um ganho homólogo de 25,7% até aos 13,5 milhões de toneladas. Os granéis sólidos também ajudaram, com uma subida de 16,3% até aos 8,2 milhões de toneladas. A carga geral progrediu apenas 2,6%, mas ainda assim o suficiente para manter a liderança com um total de 15,1 milhões de toneladas.

Nos primeiros cinco meses do ano, a carga embarcada (da qual 86,5% será carga de exportação) cresceu 10% para os 15,9 milhões de toneladas. Também aqui, puxada por Sines. Em Setúbal, Aveiro, Figueira da Foz e Viana do Castelo, os volumes embarcados superaram as descargas.

Inserir um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Translate »