Tribunal reverte “sentença” da MyFerryLink

O Tribunal de Apelo do Reino Unido decidiu hoje em favor da cooperativa de trabalhadores da MyFerryLink, contra o banimento da companhia imposto pela Autoridade dos Mercados e da Concorrência (CMA). Resta saber se isso será suficiente para manter as operações na Mancha.

No recurso apresentado, os trabalhadores argumentaram que, ao contrário do entendimento da CMA, a compra dos navios da falida SeaFrance pela Eurotunnel não configurou uma operação de fusão/aquisição entre as duas operadoras, marítima e ferroviária.

A decisão de hoje permite à MyFerryLink continuar a operar. Porque entretanto a Eurotunnel colocou à venda os três navios e, ao que parece, a própria marca MyFerryLink. O contrato com a coooperativa de ex-trabalhadores da SeaFrance termina no próximo dia 2 de Julho.

Curiosamente, ou talvez não, a P&O Ferries, a DFDS e a Stena Line estarão entre os interessados na aquisição.

A MyFerryLink opera entre Calais e Dover desde Augusto de 2012. Reclama uma quota de 10% do mercado de carga, tendo transportado no ano passado perto de 400 mil camiões.

Inserir um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Translate »