CLdN suspende oferta “pós-Brexit” em Leixões

Duraram pouco tempo os serviços da CLdN em Leixões lançados a pensar no “pós-Brexit”. A falta de interesse dos transportadores nacionais e dificuldades operacionais ditaram a suspensão.

Foi em Janeiro que a CLdN renovou a sua oferta em Leixões, com o lançamento de dois serviços para Liverpool e Dublin (com passagem por Santander), para responder à espera procura dos carregadores e exportadores que quisessem evitar os constrangimentos resultantes do Brexit.

Mas, afinal, a novidade durou pouco e o serviço foi suspenso “há algumas semanas”, confirmou Sérgio Costa, da CLdN, no “Palavras Cruzadas” do TRANSPORTES & NEGÓCIOS, ontem transmitido, e em que o tema foi o balanço dos três primeiros meses de Brexit.

Com os novos serviços (na prática, um desdobramento da oferta lançada no início de Setembro do ano passado), a CLdN passou a ter cinco escalas semanais em Leixões. Um reforço que também não terá ajudado ao sucesso das novas operações…

Com a suspensão da oferta, a companhia volta a ter apenas três saídas em Leixões: aos sábados para Roterdão, e às segundas e quartas-feiras para Zeebrugge e Roterdão. A partir de onde é servido o mercado britânico.

A “falta de adesão” dos carregadores e transportadores rodoviários nacionais foi determinante para a suspensão dos serviços, disse Sérgio Costa, que lamentou a dificuldade em promover por cá a transferência modal, da estrada para o mar, e a resistência dos operadores às soluções de transporte de cargas desacompanhadas. Ao contrário, sublinhou, do que se passa lá fora… e também por cá, mas com operadores internacionais.

Mas não foi só. Sem detalhar, o representante da CLdN falou em “dificuldades operacionais”, quer cá, quer nos destinos. Em Leixões, note-se, a companhia opera no terminal multiusos, dispondo ali de uma única rampa. Com cinco escalas semanais, fica pouca margem para compensar eventuais atrasos ou congestionamentos de cargas.

“Felizmente – disse Sérgio Costa – 99% dos clientes que carregavam para Liverpool e Dublin continuam a carregar connosco”.

Entretanto, em Santander, a CLdN iniciou no passado dia 7 a segunda ligação para Dublin, elevando para sete as escalas semanais naquele porto espanhol.

 

 

 

Adicione um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Translate »