Containerships atrasa porta-contentores a GNL

 

Containerships GNL

A Containerships anunciou que o primeiro dos quatro porta-contentores a gás natural liquefeito (GNL) encomendados só chegará no início de 2018, e não em 2017 como inicialmente previsto.

A companhia finlandesa justificou o adiamento com a mudança de estaleiro. A construção dos navios estava entregue ao chinês Yangzhou Guoyu, sendo que a Containerships não deu justificação para a mudança nem indicou o novo estaleiro.

A Containerships mantém, ainda assim, que será o primeiro operador europeu de shortsea com navios movidos a GNL. Cada um dos quatro navios poderá transportar 639 contentores de 45 pés, equivalentes a 1400 TEU.

Os resultados financeiros da Containerships no primeiro trimestre de 2016 foram desanimadores, tendo sido registado um prejuízo de 1,1 milhões de euros, contra 1,7 milhões de euros um ano antes. As vendas líquidas no primeiro trimestre deste ano foram de 49,1 milhões de euros. O EBITDA foi o mesmo do ano passado e o EBIT registou uma ligeira melhoria.

Apesar do prejuízo trimestral, a Containerships mantém os objectivos financeiros para a totalidade do ano. As perspectivas da companhia apontam para um crescimento das vendas entre 5% e 10% e para um EBITDA de pelo menos 13 milhões de euros (mais 50% do que em 2015).

 

 

 

Inserir um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Translate »