P&O Ferries concentra operações na carga

Os navios da P&O Ferries que ligam Reino Unido, Irlanda e Europa continental transportam doravanteapenas mercadorias, por causa da Covid-19.

“A P&O Ferries tem de responder com novas medidas para manter o negócio operacional e manter as mercadorias em movimento, o que é vital para as economias do Reino Unido, França, Irlanda e toda a UE”, anunciou, em comunicado, a CEO da companhia, Janette Bell.

 

Em face da decisão, 1 100 trabalhadores da P&O Ferries foram temporariamente dispensados ao abrigo de um programa semelhante ao lay-off implementado pelo governo do Reino Unido para auxiliar a economia devido à pandemia de Covid-19.

A companhia transporta cerca de 15% das importações vitais do Reino Unido, como medicamentos, produtos de limpeza e alimentos, de acordo com Janette Bell. Assim, à luz dos “muito poucos passageiros que estão a viajar agora” a operação da empresa tinha de ser alterada.

Até agora, a P&O Ferries operava os serviços normalmente, apenas com ligeiras alterações, como deixar de exigir que os motoristas de camião partilhassem cabines em travessias mais longas, cancelando “mini-cruzeiros” nas rotas do Mar do Norte e observando medidas de distanciamento social no check-in dos clientes.

A P&O Ferries opera uma frota de 20 navios em oito rotas principais entre Grã-Bretanha, França, Irlanda do Norte, República da Irlanda, Holanda e Bélgica. Transporta 8,4 milhões de passageiros e 2,3 milhões de unidades de carga por ano.

Inserir um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Translate »