UK disponibiliza 39 milhões para os ferries

O Reino Unido anunciou uma injecção de 35 milhões de libras (39,1 milhões de euros) nos operadores de ferries entre o país e a Europa continental.

16 serviços de ferries entre o Reino Unido e a Europa, assim como entre o Reino Unido e a Irlanda do Norte foram designados pelo Departamento de Transportes (DfT) do país como “Rotas de Obrigação de Serviço Público” por um período de até nove semanas, após o rápido declínio no tráfego de mercadorias e passageiros ter ameaçado a sua operação e começado a interromper o fornecimento de bens essenciais, como alimentos e medicamentos.

O auxílio estatal será destinado à P&O Ferries, Eurotunnel, DFDS, Seatruck, Brittany Ferries e Stena Line, e cobrirá as seguintes rotas: Portsmouth-Santander, Portsmouth-Cherbourg, Poole-Bilbau, Dover-Dunquerque, Dover-Calais, Folkestone-Coquelles, Cairnryan-Larne, Tilbury-Zeebrugge, Teesport-Roterdão Europoort, Hull-Rotterdão Europoort, Hull-Zeebrugge, Heysham-Warrenpoint, Roterdão-Killingholme, Cairnryan-Belfast, Harwich-Roterdão, Harwich-Hoek van Holland.

O DfT indica que os valores reais pagos a cada operador “dependerão da quantidade, de facto, de capacidade necessária e vendida a cada semana”. O secretário de Estado dos Transportes, Grant Shapps, referiu que o governo britânico se comprometeu, “desde o início do surto”,  a fazer “o que for necessário” para minimizar as perturbações causadas pela Covid-19. “Ao tomar esta decisão, ajudamos a proteger o movimento de bens e serviços dentro e fora do Reino Unido, salvaguardando o fluxo de abastecimentos em todo o país”.

 

 

Inserir um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Translate »